segunda-feira, 13 de junho de 2016

False Cognates - Tudo que você precisa saber!

A aquisição de um novo idioma é sempre um processo repleto de descobertas e detalhes interessantes. Comparar a nova língua com a língua materna é natural, no entanto é preciso estar atento aos false cognates (falsos cognatos), popularmente conhecidos como falsos amigos.

Os cognatos são termos que por terem a mesma origem em idiomas diferentes são grafados de forma semelhante ou até mesmo igual e possuem o mesmo significado. Como material e material, future e futuro, different e diferente. Se os cognatos são essas palavrinhas ótimas que facilitam nossa vida, os falsos cognatos são palavras com essas mesmas semelhanças na grafia, porém com significado diferente, merecendo atenção especial.

Esses falsos amigos podem causar confusão na comunicação e fazer com que uma simples sentença ou expressão se torne difícil de compreender. Alguns exemplos de falsos cognatos muito comuns são costume que em inglês significa fantasia, enquanto a palavra utilizada para costume é habit; o termo discussion em inglês significa um debate, considerações sobre um tema, enquanto o termo referente à discussão como desentendimento verbal seria argument.

Outro falso cognato que se faz presente com frequência é education, que em inglês é um termo empregado para designar a educação formal, o nível de instrução. O termo para designar educação comportamental é politeness.

As palavras derivadas seguem a mesma linha, portanto em O aluno é educado, sempre levanta a mão para perguntar, ficaria The student is polite, he always raise his hand to ask a question; enquanto em o aluno teve uma boa educação, estudou na Universidade de Stanford, ficaria The student had a good education, he studied at Stanford University.

A lista de false cognates é extensa, mas não é preciso se intimidar com a quantidade de palavras desse tipo na língua inglesa. Esteja sempre atento e em caso de dúvida consulte um dicionário. Na maioria das vezes, quando uma palavra é muito parecida com a nossa língua materna, é prudente checar a sua tradução para não haver confusão. Estudar um segundo idioma é um processo que leva tempo e consultar fontes confiáveis é sempre o melhor caminho em caso de dúvida.

Luciano Aguilar
Editor Responsável
Sim Para Todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário